Publicado em Brasil Foz do Iguaçu, Brasil Foz do Iguaçu, Sem categoria

Foz do Iguaçu -Maravilha do Mundo- Parte IV


Finalizamos nosso tour por Foz do Iguaçu com o Parque das Aves. Ele está localizado em frente ao Parque Nacional do Iguaçu, ou seja, se você for de táxi o valor da corrida do centro ao parque é cerca de BRL 50.

Este parque tem preço diferenciado conforme local de residência do visitante (Foz do Iguaçu, brasileiros e estrangeiros). Eu paguei BRL 24 pela entrada. Mais informações sobre o parque, acesse o site Parque das Aves.

20150716_093900
Entrada para o Parque das Aves

Na entrada do parque há a árvore da vida que fala sobre a seguinte lenda:

“Em suas andanças pelo mundo jovem deus Wotan se depara com a Árvore da Vida. Entre as raízes da árvore nasce a fonte do Saber. O Deus oferece um olho em sacrifício para beber da água e então com sua espada corta um pedaço do tronco. Com esta madeira ele cria uma lança, na qual entalha as regras do mundo. Com esta lança ele domina o mundo. Mas… A árvore ao ser ferida morre e a Fonte do Saber seca. A árvore pega fogo, se espalha e consome toda a Terra. Depois a água inunda tudo… extinguindo homens, gigantes, anões e deuses. As águas descem… e a natureza ressurge, porém desta vez sem seres humanos. Conservação é tentar e atingir a sustentabilidade global.” Esta lenda antiga nos lembra da ameaça que a humanidade impõe ao “nosso” planeta e declara a verdade extrema: A natureza não precisa de nós, mas precisamos da natureza.

 

E logo fomos recebidas no parque pelos flamingos!

20150716_094510

E várias aves!

20150716_100206

As aves não são o único destaque deste parque, a flora também se revela de maneira belíssima!

Entramos em um grande viveiro…

No final do parque há uma lojinha de souvenir que vende literalmente de pano de prato a jóias com pedras da região.

Fizemos o tour em uma manhã e logo após o almoço fomos para o aeroporto com vontade de voltar a Foz (principalmente  ao Parque Nacional do Iguaçu) <3!

 

Anúncios
Publicado em Brasil Foz do Iguaçu, Brasil Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu -Maravilha do Mundo- Parte II


Nosso segundo dia começou com uma chuvinha que não passava. Não tinha nenhuma opção de passeio na parte da manhã e ficamos desanimadas tanto de fazer um city tour quanto caminhar pela cidade. Com os percursos que havíamos feito de táxi no dia anterior achamos a cidade muito feia.

Fechamos um passeio para a parte da tarde onde iríamos ao complexo chamado “Dream Land”. Ele é composto pelo Museu de Cera, Exposição Maravilhas do Mundo e Parque dos Dinossauros. Para estas 3 atrações pagamos BRL 90 (adulto) e BRL 60 criança. Apenas o Parque dos Dinossauros é aberto, então a chuva não atrapalharia tanto.  Quando chegamos não estava chovendo e fomos direto para o Parque dos Dinossauros. Para maiores informações, acesse o site Dream Land.

Eu e Stephanie não curtimos muito dinossauros, mas estávamos tentando fazer o que era possível com o tempo. Para quem gosta, acredito que seja legal, tem dinossauros gigantes que se mexem e emitem sons.

20150714_142618

Após o passeio no Parque dos Dinossauros fomos ao Museu de Cera. Este é o terceiro Museu de Cera que nós visitamos e achei ele bem legal, diferente por exemplo do Museu de Cera de Petrópolis que eu não recomendo para ninguém.

Em algumas estátuas há possibilidade de tirar fotos bem próximas com os fotógrafos do museu.

Após sairmos do museu de cera, fomos ver a exposição Maravilhas do Mundo.  Nessa exposição encontramos réplicas de monumentos do mundo.

 

maravilhas 7

Finalizamos o dia jantando no restaurante Cuisine du Ciel que fica no 18º andar do hotel Golden Tulip. O restaurante oferece uma vista panorâmica da cidade, um descontraído show de piano para tornar o ambiente do jantar mais relaxante e intimista, além de uma comida deliciosa. O jantar para 2 duas pessoas sai por cerca de BRL 150.

20150715_212143
Vista do Restaurante Cuisine Du Ciel
Publicado em Brasil Foz do Iguaçu, Brasil Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu -Maravilha do Mundo- Parte I


Olá mundo!  Nas férias de julho de 2015, antes de termos a oportunidade de conhecermos o Peru, fomos agraciadas com uma promoção da Tam que nos levou a uma das maravilhas do mundo: Cidade? Foz do Iguaçu –  Destino: Cataratas do Iguaçu. .

Sempre tive vontade de conhecer Foz, mas o preço da passagem me desanimava. No meu hábito de procurar passagens, consegui comprar as passagens para nós2 por BRL 600! Esse geralmente é o preço de uma passagem! Ficamos super felizes e animadas e já gostaria de dividir uma informação com vocês: o preço da passagem não é nada comparado ao preço dos passeios: achei tudo caríssimo e vamos ver se vocês concordam.

Nossa viagem foi de 3 noites em Foz do Iguaçu. Na semana da viagem a previsão era de chuva para todos os dias.  Apesar de termos conseguido visitar todos os lugares que nos propusemos, o mal tempo nos desanimou um pouco.

Chegamos em Foz pela manhã e não estava chovendo. Pegamos um táxi no aeroporto e fomos para o hotel, largarmos a mala e fomos para o Parque Nacional do Iguaçu (Cataratas) para aproveitar que não estava chovendo.

foz

O aeroporto de Foz do Iguaçu fica muito próximo ao Parque Nacional do Iguaçu. Uma opção possível que só soube depois era ter ido direto para o parque (devido ao meu desespero quanto a chuva!). Lá há grandes guarda volumes para malas. O percurso do aeroporto ao hotel saiu por BRL 50 e o percurso das cataratas ao hotel pagamos o mesmo valor. É possível ir de ônibus público, porém só tínhamos 3 dias com previsão de chuva para todos os dias então não quisemos arriscar perder nenhum segundo de tempo seco.

Nos hospedamos no hotel Golden Tulip. O café da manhã é excelente e na cobertura há o restaurante que é um ponto turístico da cidade. As acomodações deixam um pouco a desejar. Os quartos são grandes mas precisam de reformas. O valor da diária é bem acessível, reservamos pelo http://www.hoteis.com e acho que o custo benefício vale. Não utilizamos a piscina do hotel (é externa) devido ao mal tempo. No hotel há um stand da empresa de turismo Loumar oferecendo diversos passeios, que é algo interessante. Porém se você quiser ir a algum jantar show (as opções são: italiano ou rodízio de carne), tem que reservar com cerca de 2 dias de antecedência pois as vagas são muito disputadas.

Há 2 entradas para o Parque Nacional do Iguaçu: o do lado brasileiro e o do lado argentino. Todos os passeios que fizemos foram do lado brasileiro. Se vocês viajarem com crianças e um dos pais não estiver presente, é necessária uma autorização para sair do país (não esqueçam que isto é válido para cruzar a fronteira da Argentina para alguns passeios). Esta autorização deve ser feita de acordo com o modelo da polícia federal e deve ser reconhecida no cartório por autenticidade ou seja, deve ser assinada no próprio cartório.

O motorista de táxi que pegamos tinha licença de guia turístico e com isso não precisamos entrar na fila para comprar os ingressos. No Parque Nacional do Iguaçu há alguns passeios extras que podem ser feitos e pagos a parte. Você pode adquirir estes passeios extras na entrada do Parque mas há também bilheterias próximas as atividades.

No bilhete simples de entrada ao parque, que custa BRL 33 para adultos e BRL 8 para crianças até 11 anos, há um ônibus turístico disponível que para nos atrativos extras que listarei mais abaixo.

  • Trilha das Bananeiras (deve ser agendado com pelo menos 24 h de antecedência; o passeio tem duração média de 2.5h, custa BRL 216 adulto e BRL 108 criança de 7 a 11 anos)
  • Trilha do Poço Preto (deve ser agendado com pelo menos 24 h de antecedência; o passeio tem duração média de 4h, custa BRL 278 adulto e BRL 139 criança de 7 a 11 anos)
  • Passeio a Ilha dos Papagaios (duração de 1h, custa BRL 123 adulto e BRL 61.5 criança de 7 a 11 anos)
  • Caminhada nas Bananeiras (duração de 1h, custa BRL 60 adulto e BRL 30 criança de 7 a 11 anos)
  • Floating (duração de 2h, custa BRL 164 adulto e BRL 82 criança de 7 a 11 anos)
  • Passeio a Porto Canoas (duração de 20 min, BRL 61 adulto e BRL 30.5 criança de 7 a 11 anos)
  • Macuco Safari (não precisa ser agendado previamente, duração de 2h, custa BRL 179 adulto e BRL 89.5 criança de 7 a 11 anos)
  • Cataratas

Para maiores informações, visite o site Macuco Safari.

Compramos o passeio extra Macuco Safari. Não posso falar pelos outros passeios que não fiz, mas acho essencial fazer o Macuco Safari.

Ao descermos do ônibus no ponto do Macuco Safari, encontramos fofos quatis nos rodeando. Mas aviso logo, eles são fofos mas perigosos! Só soube disso um tempo depois. Um deles no final do passeio começou a subir na minha perna e eu estava achando uma gostosura só, uma vontade de levar pra casa. Depois descobri que ele estava se pendurando no meu joelho porque sentiu cheiro de biscoito na minha bolsa. Em um dado momento ele pulou no meu peito e fiquei apavorada!!!!  Um funcionário do parque apareceu e falou que ele estava ouriçado porque devia estar sentindo cheiro de comida na minha bolsa. eu não sabia, mas caso ele me arranhasse (as unhas são piores que do meu gato Turbinho!) ou me mordesse eu teria que tomar mais de 7 vacinas! Este animal super fofo transmite raiva. Depois soube também que eles estão se reproduzindo descontroladamente no parque e que no ano passado milhares deles foram recolhidos do parque e inseridos na Mata Atlântica.

Aviso aos turistas de primeira viagem: imprescindível o uso de repelente, protetor solar, água, e ter qualquer comida muito bem guardada!

O passeio começa com veículos elétricos tipo safári que nos levou até o meio da mata do Parque Nacional do Iguaçu. Há um guia que fez observações sobre a fauna e flora, além de curiosidades sobre o Parque Nacional.

20150713_121906  20150713_121827.jpg

Depois fizemos a pé um pequeno percurso de mais ou menos 10 minutos e chegamos a base onde há uma lanchonete que comemos antes de guardarmos nossos pertences para o passeio de barco. Se o seu celular e/ou câmera não for a prova d’água deve ser deixado no guarda volumes porque realmente molha tudo! Comprei uma máquina com valor bem em conta da Sony que é a prova d’água e conseguimos tirar muitas fotos sem receio algum de estragar o aparelho. Quando arrumei as malas, eu havia separado roupas para trocar neste passeio, mas saímos tão corridas do hotel que esqueci tudo!

20150713_130021

A Stephanie simplesmente a-d-o-r-o-u o passeio queria fazer várias vezes.  Fomos bem próximos a algumas queda d´água, realmente foi muito legal.

DSC00025
Antes de pegar o barco Macuco Safari

 

DSC00063.JPG

 

DSC00084.JPG

Quando saímos do barco, tivemos que comprar roupas novas na lojinha. Pegamos novamente o ônibus e descemos na última parada que é das quedas principais. Logo ao descermos do ônibus somos abordados por vários quatis e há um parapeito que conseguimos ver de longe as grandes cataratas.  Há um caminho por onde percorremos até chegarmos mais próximos as cataratas. neste caminho há uma lanchonete e banheiros.

20150713_161109

A famosa passarela que nos deixa próximo a queda d’água fica no final deste caminho. Muitas pessoas vão de guarda-chuva e capa de chuva para não se molharem, mas eu diria que o melhor deste passeio é se molhar e se energizar com a queda d’água.

DSC00130

O banho de “cataratas” é realmente a melhor parte do passeio.

Depois da passarela, há uma outra loja de souvenir, e acabamos comprando novamente uma blusa porque nos encharcamos de novo! Ao lado da loja há um elevador que nos leva ao ponto do ônibus turístico do parque. Este é efetivamente o ponto final. Ligamos para o motorista de táxi que nos levou até o parque e ele nos levou ao hotel (não é muito fácil você conseguir um táxi no parque, os que estão no entorno geralmente são táxis agendados).

20150713_170356

E assim, finalizamos nosso primeiro dia em Foz do Iguaçu <3!